Quem Somos

Quem Somos

 

Versão Completa em HD

O Clube de BTT de Azeitão, é foi criado por um grupo de amigos que todas as semanas se reúnia para dar umasvoltas de bike.
Como este grupo é formado por gente que trabalha, aproveitamos o fim-de-semana para dar umas voltas, fazer um pouco de exercício, e acima de tudo poder desfrutar da bela paisagem que nos rodeia, o Parque Natural da Arrábida.

Surgiu a ideia de fazermos este site, e com ele poder-mos partilhar os passeios e eventos bem como dar a conhecer um pouco melhor a nossa terra. A beleza da nossa Serra merece ser partilhada por todos aqueles que já a conhecem e também por aqueles que não podem visitá-la pelo, menos com a regularidade que nós o fazemos.

Azeitão onde fica

Situada em pleno parque natural da Arrábida, no distrito de Setúbal, e a sul de Lisboa, a região de Azeitão situa-se entre dois concelhos, o de Setúbal e Sesimbra, dividinde-se em duas freguesias: Vila Nogueira de Azeitão (Freguesia de São Lourenço) e Vila Fresca de Azeitão (Freguesia de São Simão). 

Azeitão é uma antiga vila e município português, hoje integrada no concelho de Setúbal. É integrada pelas freguesias de São Lourenço e São Simão, mais conhecidas pelas designações de Vila Nogueira de Azeitão (São Lourenço) e Vila Fresca de Azeitão (São Simão). Tinha 1 993 habitantes em 1801 e 2 717 em 1849. O concelho foi extinto em 1855.

São Lourenço é uma freguesia do concelho de Setúbal, com 47,69 km² de área e 8 487 habitantes (2001). Densidade: 178,0 hab/km².
Em conjunto com a vizinha freguesia de São Simão, (com 21,62 km² de área e 4 598 habitantes (2001). Densidade: 212,7 hab/km².) forma o lugar de Azeitão, que outrora foi vila e sede de município, mas que hoje não tem existência no ordenamento territorial português.

Património em São Lourenço

  • Fontanário em Vila Nogueira de Azeitão ou Chafariz dos Pasmados
  • Palácio da Quinta das Torres ou Quinta das Torres
  • Palácio dos Duques de Aveiro ou Paço dos Duques de Aveiro
  • Pelourinho de Vila Nogueira de Azeitão
  • Conventinho da Arrábida e Mata de Carvalhos
  • Igreja de São Lourenço (São Lourenço)

Património de São Simão

  • Palácio da Bacalhoa ou dos Albuquerques e Quinta da Bacalhoa, do Bacalhau ou da Condestablessa.
  • Cruz das Vendas
  • Monografia

Palácio da Bacalhoa

Antiga propriedade da Casa Real Portuguesa, a Quinta da Bacalhoa e seu palácio situam-se em Azeitão, mais precisamente na pequena aldeia de Vila Fresca de Azeitão. É considerada a mais formosa quinta que, da primeira metade do século XVI, ainda existe em Portugal. No século XV pertenceu, como quinta de recreio, a João, Infante de Portugal, filho do rei D. João I. Herdou-a sua filha D. Brites, casada com o 2º Duque de Viseu e mãe do rei D. Manuel I.

Ainda existentes as casas, os muros com torreões de cúpulas aos gomos e também o grande tanque foram beneficiações mandadas construir por D. Brites. Esta quinta viria a ser vendida em 1528, a Brás de Albuquerque. O novo proprietário, além de ter enriquecido as construções com belos azulejos, mandou construir uma harmoniosa «casa de prazer», junto ao tanque, e dois formosos pavilhões, juntos aos muros laterais. Nos finais do séc. XVI, esta quinta fazia parte de morgadio pertencente a Jerónimo Teles Barreto — descendente de Afonso de Albuquerque. Este morgadio — em que estava incluída a Quinta da Bacalhoa — viria a ser herdado por sua irmã, D. Maria Mendonça de Albuquerque, casada com D. Jerónimo Manuel — da Casa da Atalaia — conhecido pela alcunha de Bacalhau.

É muito provável que o nome de Bacalhoa, pelo qual veio a ficar conhecida a antiga Quinta de Vila Fresca, em Azeitão, tenha tido origem no facto de a mulher de D. Jerónimo Manuel também ser designada da mesma forma sarcástica. Esta quinta ficou consagrada entre os tesouros artísticos de Portugal.

Tendo, naturalmente, sofrido algumas modificações, no decurso dos seus cinco séculos de existência, conserva ainda as abóbadas ogivais dos seus tempos mais remotos, o palácio com janelas ao estilo renascentista, os cubelos representativos da Via Sacra e elementos cerâmicos decorativos, do séc. XVI. Nos azulejos encontra-se a data de 1565 e a assinatura do ceramista Francisco de Matos. Medalhões de faiança de origem flamenga emolduram bustos de significação histórica.

Actualmente a Quinta da Bacalhoa pertence à Fundação Berardo (Vinhos Bacalhoa)

Quinta das Torres

A Quinta das Torres e o seu Palácio, em Setúbal, datável de cerca de 1560, é um dos mais importantes e belos conjuntos arquitectónicosrenascentistas do país.

No seu interior, quase todas as salas possuem tectos de madeira, portas à romana e painéis de azulejos na parede. Merece especial destaque um notável conjunto de azulejos em majólica com cenas da Eneida, provavelmente provenientes de Urbino (Itália). Junto ao edifício um pequeno lago em cujo centro se eleva um templete. Todo o conjunto é envolvido por arvoredo que cria um ambiente quase idílico.

Hoje funciona como estalagem, restaurante e casa de chá.
Localiza-se na EN10, entre Vila Fresca e Vila Nogueira de Azeitão.

A Igreja de São Lourenço, em Vila Nogueira de Azeitão, Setúbal, é um templo de fundação medieva, gótica, da qual hoje nada resta.

O que chegou até nós foi uma igreja rural, com azulejos do século XVIII e um belíssimo painel de «majólica italiana» do século XVI. Importantes também a talha e as pinturas da capela-mor. Uma das peças mais antigas é a pia baptismal, de meados do século XVI, com características manuelinas, e talhada de uma só peça de brecha da Arrábida. Do século XVIII é o altar-mor, cujo retábulo de talha ladeia uma tela representando a última ceia.

Como Chegar:

De automóvel: Como chegar
a) Partindo de Lisboa, siga pela Ponte Vasco da Gama e apanhe a A-12 em direcção a Setúbal. Em seguida apanhe o IC13 em direcção à Quinta do Conde, No cruzamento da Quinta do Conde, siga as indicações para Azeitão.
b) Partindo de Lisboa, pela Ponte 25 de Abril siga em direcção a Setúbal; Virar na saída Barreiro/Quinta do Conde, depois é só seguir as indicações para Azeitão.
c) Partindo do Porto, apanhe a A-1 até Lisboa e depois siga pelo itinerário indicado em a ou b.

Objectivo

Esta página destina-se a publicar alguns dos caminhos e passeios que temos feito. Vamos juntar fotos e videos sempre que possível alguma descrição ou comentário.
Todas as semanas damos umas voltinhas de bicicleta, tendo em conta que raramente planeamos alguma coisa, até que não está mal. Gostamos de descobrir trilhos novos, pedalar nesses trilhos e partilha-los com os outros, se achares interessante
contacta-nos para podermos passear e conhecer novas gentes e caminhos.